Como se adequar as novas exigências da LGPD?!

A nova Lei Geral de Proteção de Dados entrará em vigor no próximo ano, e muitas empresas já estão preocupadas em se adequar as necessidades da mesmo. Porém ainda existe um pouco de dúvida sobre o que é a LGPD e o fazer par se adequar… Separamos algumas dicas para te ajudar nesse processo.

O primeiro passo seria destinar uma equipe, ou pelo menos um encarregado, dentro de sua empresa, para que se responsabilize pela Segurança da Informação, analisando a atual situação dos procedimentos internos no que diz respeito aos dados recebidos pela empresa.

Iniciando este processo, é de extrema importância que se faça um mapeamento bem detalhado a respeito de como os dados são tratados e todo o seu ciclo de vida dentro da empresa. Saber para onde vão, onde ficam armazenados, quem tem acesso e se são compartilhados com terceiros – no Brasil ou exterior. A partir do resultado dessa análise, será possível avaliar o nível de maturidade dos processos dentro da organização, bem como os riscos envolvidos.

Com as deficiências já detectadas, chega então a hora de iniciar os procedimentos para tornar a transação de dados totalmente segura tanto para a empresa quanto para os consumidores.

Quem estará envolvido no processo de proteção de dados?

Podemos dividir em 4 “pessoas” que terão participação ativa nesta proteção de dados dentro de cada empresa:

– O titular: o proprietário dos dados, no caso as pessoas físicas;

– O controlador: o tomador dos dados, ou seja, as pessoas jurídicas;

– O operador: a empresa responsável pela coleta de dados e sua efetiva segurança através de soluções automatizadas;

– O encarregado: o profissional que responde pela proteção dos dados da empresa. É o seu representante, aquele que fará contato com a ANPD quando necessário e que pode inclusive ser responsabilizado junto com a pessoa jurídica no caso de mal-uso dos dados ou seu vazamento por qualquer motivo.

O que se conclui diante deste novo quadro?

A entrada em vigor da LGPD significa um grande desafio tanto para as empresas, que precisarão rever vários processos de governança e privacidade de dados, tais como: gestão de consentimento (tanto as autorizações quanto as revogações), gestão das petições abertas por titulares dos dados (que em muitos casos deve ser respondida imediatamente), gestão do ciclo de vida dos dados dentro da empresa (data mapping e data discovery) e implementação de técnicas de anonimização (os dados nesta condição não serão considerados dados pessoais pela lei, desde que o processo seja comprovadamente irreversível).

E para as empresas de tecnologia também, que precisam ser ágeis o suficiente para diagnosticar, orientar e capitanear as mudanças nas soluções dos seus clientes. Neste caso, os clientes da Raidbr podem se sentir seguros pois, em compromisso com a aplicação da lei para agosto de 2020, garantimos que estamos 100% capacitados para oferecer aos nossos clientes soluções seguras e em total compliance com a LGPD.

Você ainda tem tempo! Saiba mais sobre as soluções oferecidas pela Raidbr para garantir a total segurança de dados da sua empresa. 

Comentários

Contato Rápido

Siga nossas redes:

Copyright 2019 | RAIDBR © Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por UNO Studio Digital

Precisa de ajuda?
Olá!
Podemos te ajudar?
Powered by