A importância da TI na LGPD

Atualizado: 20 de mai.


Com o avanço tecnológico, garantir que tudo está em conformidade com a LGPD não é uma tarefa fácil. Por isso é importante estar sempre ligado nas tendências de TI.


É inegável a importância da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) para a segurança dos dados pessoais. E não só dos dados, mas também dos processos nos quais as empresas baseavam suas rotinas. Os meios tecnológicos e as ferramentas de TI vieram para auxiliar na execução e adequação à lei.


Com o surgimento da LGPD, as empresas começaram um processo de adequação, não só visando às sanções administrativas, mas também ajustando os processos, melhorando a segurança e garantindo que os dados estão armazenados da maneira correta. Com o forte avanço tecnológico, garantir que tudo está em conformidade com a lei não é uma tarefa fácil, uma vez que  existem muitas maneiras de realizar o mesmo processo. Por isso, é importante estar sempre ligado nas tendências, já que elas podem ser adaptadas em todas as áreas da empresa.  


O que pode acontecer se a minha empresa não se adequar à LGPD?


Algumas das ferramentas de TI que podem facilitar o dia a dia das empresas para com o cuidado dos dados pessoais são:

  1. Banco de dados criptografado;

  2. Active Directory ou semelhante;

  3. Firewall;

  4. Antivírus;

  5. Backup de dados.

Existem diversas outras ferramentas que podem agregar a segurança da sua empresa. No entanto, essas são as principais opções para dar um upgrade na estrutura e mostrar que a sua empresa está preocupada com a segurança dos dados de clientes, parceiros e fornecedores e adequada à Lei Geral de Proteção de Dados.


LGPD: Multas por violação poderão ter efeito retroativo


Além disso, é importante ter em mente que, mesmo possuindo as tecnologias avançadas para a proteção de dados, devemos nos atentar, também, aos seguintes aspectos:

  1. A quais bases legais da LGPD a coleta de dados está baseada;

  2. Onde estão armazenadas as informações;

  3. Quais os usuários com permissão para tratar/visualizar os dados;

  4. Se há um DPO na sua organização;

  5. Quanto tempo a informação coletada é armazenada e para qual fim.

Quer saber mais sobre o assunto? Temos um time de especialistas em LGPD + 20 especialistas em cyber security. Se precisar de ajuda na adequação, fale conosco!

#transformaçãodigital #PrivacidadedeDados #cybersecurity #segurançadedados #LGPD #ti

3 visualizações